foto-cortada

Um idoso morador da cidade de Tucano, a cerca de 252 quilômetros de Salvador, recebeu indenização contra uma empresa de terraplanagem que trabalhava ,14 anos após ter entrado com o processo por ter vale-refeição cortado.

José Francisco dos Reis, 68 anos, só foi localizado na sexta-feira (3), pela Vara do Trabalho de Euclides da Cunha, município vizinho a Tucano, quatro anos e 10 meses após a decisão judicial, que determinou a liberação do crédito em outubro de 2013.

A Vara do Trabalho de Euclides da Cunha informou ao G1, nesta segunda-feira (6), que a ação foi movida depois que a empresa cortou o vale-refeição do trabalhador. Antes do processo, ele chegou a fazer reclamação na própria empresa, mas o pagamento foi recusado.

O idoso era procurado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) para retirar a autorização do valor indenizatório desde o parecer favorável. A quantia não foi divulgada pelo TRT5.

O processo foi aberto pelo idoso em 2004, quando ele era empregado da empresa. Segundo o TRT5, José Francisco foi procurado no endereço informado por ele, na zona rural da cidade, por meio de emissoras de rádio da região, e até em pesquisa no sistema eletrônico entre o Banco Central e o Judiciário.

Ele só foi encontrado depois que a direção da Vara do Trabalho consultou os documentos do processo e encontrou o endereço de uma testemunha, que informou a localização do idoso.

Fonte: G1



Advocacia Pereira - 2015 © Todos os direitos reservados.